logo

EDITORIAL – Campina e Caruaru ‘reacendem fogueira’ da rivalidade no São João

EDITORIAL – Campina e Caruaru ‘reacendem fogueira’ da rivalidade no São João

Campina Grande e Caruaru são os dois polos de festejos juninos no Nordeste. Sem desmerecer todas as outras cidades que realizam suas grandiosas festas, mas as duas cidades tomam conta de grande fluxo turístico nessa época.

E com a expectativa do retorno dos eventos presenciais, as duas cidades saíram logo com suas programações e diretrizes. Enquanto Campina enfatiza o tradicional e homenageará forrozeiros clássicos como Biliu de Campina, Caruaru deixou de fora Jorge de Altinho, frequentador árduo das programações de lá por 40 anos, autor do hit que vai na alcunha da cidade pernambucana: a capital do forró.

Em direções distintas, as duas cidades parecem nadar a braços largos a margens opostas. Mesmo que Campina Grande tenha privatizado sua logística de escalação musicais e nomes de peso sempre apareçam no Parque do Povo, o bom e velho trio de forró já está com seu espaço reservado. Tem o tradicional casamento coletivo e até mesmo o projeto Zabumba lá, que abraça todo o tradicionalismo ao homenagear nomes que fizeram história nas festas juninas da Rainha da Borborema.

Já Caruaru já teve protesto pelos caminhos que a atual gestão municipal apontou para a festa. Jorge de Altinho parece ser uma ponta de iceberg nessa celeuma. Na programação deste ano já estão confirmados Claudia Leitte, Alok e Leo Santana. Contudo, a prefeita já disse que a data é para várias outras vertentes musicais e que tem espaço para ter “até forró” em pleno São João. Nomes do estilo mais tradicional estão escalados, de forma tímida.

A boa rivalidade

É aguardar para ver a repercussão que isso vai ter e como isso vai ser encarado por turistas e moradores. Com essa disputa reacende a fogueira da boa rivalidade entre as cidades nos festejos juninos. E certamente o público é quem ganha com isso.

Compartilhar:




Comentários:

Colunistas