19 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioEsportesParis 2024: Isaquias Queiroz mira duas medalhas para o Brasil

Paris 2024: Isaquias Queiroz mira duas medalhas para o Brasil

Na tarde desta quinta-feira (13), o Time Petrobras realizou um evento no Prédio do Senado, no centro do Rio de Janeiro, com a presença de seus atletas. Isaquias Queiroz, da canoagem, expressou sua felicidade por retornar à equipe e mencionou até algumas superstições. Ele também compartilhou atualizações sobre sua preparação para Paris.

Rumo a Paris 2024

Em entrevista ao OTD, Isaquias foi questionado sobre sua preparação para os Jogos Olímpicos. Ele comentou: “Agora, realmente, Paris está logo ali, né? Antes diziam ‘Paris está logo ali’, mas ainda faltavam dois, um ano. Agora, com apenas 43 dias para o início dos Jogos Olímpicos, a ansiedade está aumentando, tanto para começar quanto para terminar. Ainda estamos decidindo a formação do C2 – pode ser eu e o Jacky ou o Filipe e o Jacky, e temos mais tempo para treinar. O Lauro tomará a decisão final. Espero sair de lá com duas medalhas, competindo tanto no C1 quanto no C2.”

- Continua depois da publicidade -

Retorno ao Time Petrobras

Sobre seu retorno ao Time Petrobras, Isaquias Queiroz comentou: “Os atletas geralmente têm suas superstições (risos). Fui medalhista olímpico em 2016 no Time Petrobras e, quando ganhei o ouro em Tóquio 2021, também estava na equipe. Agora, representando o Time Petrobras em Paris, a superstição de sempre ganhar estando nesse time fica mais forte. Estou muito feliz por estar de volta. Comecei em 2015, fui um dos primeiros a integrar a equipe, e isso me deixa muito agradecido.”

LEIA TAMBÉM:
IBGE: Paraíba lidera crescimento no Nordeste do Setor de Serviços
Médica do RN improvisa e salva bebê com embalagem de bolo
São João de CG tem recorde de público e a maior quadrilha do mundo
Nordeste dispara 3,2% e é a região que mais cresce no Brasil

A História Está Próxima

Se Isaquias conseguir as duas medalhas que tanto deseja, ele alcançará um total de seis medalhas olímpicas: um bronze (C1 200) e duas pratas (C1 1000 e C2 1000) no Rio 2016, além de um ouro (C1 1000) em Tóquio 2020. Além de ser o maior nome brasileiro na história da categoria, ele possui um impressionante currículo com diversos títulos mundiais (sete ouros e seis bronzes) e Pan-Americanos (três ouros e duas pratas).

Isaquias Queiroz destacou sua felicidade por retornar à equipe e mencionou suas superstições. Ele também detalhou sua preparação contínua para os Jogos de Paris.

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Projeto vai preservar manuscritos de José Américo de Almeida

Documentos manuscritos do renomado escritor e ex-ministro José Américo de Almeida estão sendo digitalizados por uma equipe de pesquisadores da Fundação Casa de José...