08 / 07 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioCotidianoConheça o Atol das Rocas, um tesouro natural do Nordeste

Conheça o Atol das Rocas, um tesouro natural do Nordeste

O Atol das Rocas é uma ilha em formato de anel, caracterizada por suas piscinas naturais, areia de grãos biológicos, e uma abundância de espécies. Localizado no Rio Grande do Norte, a 260 km a nordeste de Natal, é o único atol do tipo no Oceano Atlântico. Além disso, é o segundo maior local de reprodução da tartaruga verde no mundo.

A formação deste atol é muito impressionante

A princípio, em 1979, o Atol das Rocas foi declarado a primeira unidade de conservação marinha do Brasil, tornando-se uma Reserva Biológica. Este agrupamento de ilhas biológicas se formou pelo crescimento de recifes de corais ao redor de um monte submarino que, anteriormente, estava na superfície, mas afundou e se desgastou com o tempo.

- Continua depois da publicidade -

Com a deposição de algas, sedimentos marinhos e carapaças de moluscos, um anel foi criado, circundando o atol.

No interior do atol, encontra-se uma laguna conectada ao mar, além de piscinas naturais e ilhas formadas por areia de grãos biológicos. Contudo, o local abriga uma rica diversidade de vida marinha, incluindo peixes, aves, crustáceos e moluscos.

Desta forma, isso faz do Atol das Rocas um dos principais pontos de preservação da biodiversidade marinha no Oceano Atlântico.

Além de ser um importante local de reprodução para a tartaruga verde, o Atol das Rocas também é, ao mesmo tempo, o lar da maior colônia de aves marinhas do planeta, com aproximadamente 150 mil indivíduos.

Foto NASA Creative Commons Reprodução
Foto NASA Creative Commons Reprodução

Características do Atol das Rocas

  • Formato: Ilha em formato de anel.
  • Localização: 260 km a nordeste de Natal, Rio Grande do Norte.
  • Tipo: Único atol no Oceano Atlântico.
  • Formação: Crescimento de recifes de corais ao redor de um monte submarino afundado.
  • Interior: Laguna conectada ao mar, piscinas naturais, ilhas de areia biológica.
  • Espécies: Abriga peixes, aves, crustáceos, moluscos, entre outros.
  • Importância Ecológica: Segundo maior local de reprodução da tartaruga verde e maior colônia de aves marinhas do planeta.
Foto Rodrigo Pereira Barbosa Wikimedia Commons Reprodução
Foto Rodrigo Pereira Barbosa Wikimedia Commons Reprodução

LEIA TAMBÉM:
Disputa de 260 anos de Joia do Nordeste ganha novo capítulo
Quais estados do Nordeste com melhor qualidade de vida?
Nordeste lidera lista de melhor ‘rolê’ turístico do Brasil
Paraíso do Nordeste ganha prêmio internacional ao unir paisagem e gastronomia

Por que o Atol das Rocas não pode receber turistas?

  • Preservação Ambiental: O acesso restrito é necessário para proteger a biodiversidade única e delicada do atol.
  • Conservação das Espécies: A presença humana pode perturbar as tartarugas verdes e outras espécies durante seus períodos críticos de reprodução.
  • Impacto Ecológico: Ao mesmo tempo, a atividade turística pode causar danos irreversíveis aos frágeis recifes de corais e à fauna local.
  • Regulamentação Estrita: Desse modo, como Reserva Biológica, o Atol das Rocas é destinado exclusivamente a fins científicos e de preservação ambiental, de acordo com a regulamentação de leis de proteção ambiental.

SAIBA MAIS ASSISTINDO O DOCUMENTÁRIO DE LAURENCE WAHBA

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Capital no Nordeste começa a implantar semáforos inteligentes

Uma capital no Nordeste está se preparando para uma revolução no trânsito. Recife está implantando semáforos inteligentes, com o objetivo de garantir mais mobilidade...