21 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioEntretenimentoCinco artistas nordestinos que nos deixaram em 2023

Cinco artistas nordestinos que nos deixaram em 2023

O ano de 2023 foi marcado por muitas perdas no cenário cultural brasileiro, especialmente no Nordeste. A região rica em manifestações artísticas, históricas e populares teve a oportunidade de eternizar em 2023 grandes nomes da sua cultura. Neste texto, vamos homenagear cinco personalidades que fizeram parte dessa cultura nordestina e que nos deixaram neste ano, deixando um legado de talento, criatividade e resistência.

  • Juca Chaves: O menestrel do Brasil

Jucelino de Oliveira Chaves, mais conhecido como Juca Chaves, foi um cantor, compositor, humorista, escritor e poeta, que ficou famoso por suas canções de protesto e sátira política. Nascido em Salvador, Bahia, em 1938, Juca Chaves começou sua carreira na Rádio Nacional, onde apresentava um programa de humor. Na música, Juca lançou discos como “Música, Divina Música”, “Juca Chaves em Tempo de Samba” e “Juca Chaves no Festival da Música Popular Brasileira”. Entre suas canções mais conhecidas, estão “Presidente Bossa Nova”, “Take Me Back to Piauí”, “Por Quem Sonha Ana Maria” e “Menina Linda”. Juca também se dedicou à literatura, publicando livros como “O Menestrel do Brasil”, “O Menestrel do Mundo” e “O Menestrel do Amor”. Juca Chaves morreu em 25 de março de de 2023, aos 85 anos, em Salvador.

- Continua depois da publicidade -
  • Ilya São Paulo: O ator que brilhou na TV e no cinema

Ilya Flaherty Santana São Paulo, mais conhecido como Ilya São Paulo, foi um ator, cineasta e diretor de televisão, que se destacou por seus personagens marcantes e versáteis. Nascido em Feira de Santana, Bahia, em 1963, Ilya era filho do cineasta Olney São Paulo e irmão do também ator Irving São Paulo, que morreu em 2006. Ilya começou sua carreira no cinema, ainda criança, atuando no filme “O Amuleto de Ogum”, dirigido por seu pai. Na TV, Ilya participou de novelas como “Perigosas Peruas”, “Irmãos Coragem”, “Amor à Vida” e “Amor de Mãe”. Entre seus papéis mais famosos, estão o vaqueiro Jerônimo Coragem, o jornalista Vladimir Herzog, o médico Juarez Silva e o vampiro Bento Carneiro. Ilya também se dedicou à direção, tendo dirigido curtas-metragens e documentários. Ilya São Paulo morreu em 31 de janeiro de 2023, aos 59 anos, vítima de uma fibrose pulmonar, em sua casa no Rio de Janeiro.

LEIA TAMBÉM:
Cuscuz Paulista x Cuscuz do Nordeste? Conheça as diferenças e aprenda a fazer os dois
Sertão do Nordeste tem usina de energia limpa híbrida; entenda
Quais alimentos do Nordeste podem te ajudar no Projeto Verão?

  • Astrud Gilberto: A cantora que encantou o mundo com a Bossa Nova

Astrud Evangelina Weinert, mais conhecida como Astrud Gilberto, foi uma cantora e compositora de Bossa Nova e jazz, que se tornou um ícone da música brasileira no mundo. Nascida em Salvador, Bahia, em 1940, Astrud era filha de mãe brasileira e pai alemão, e se mudou para o Rio de Janeiro na adolescência, onde conheceu o pessoal da Bossa Nova. Em 1959, casou-se com João Gilberto, um dos pioneiros do gênero. Em 1963, acompanhou o marido e Tom Jobim para os Estados Unidos, onde participou do álbum “Getz/Gilberto”, juntamente com o saxofonista Stan Getz. Foi nesse disco que Astrud gravou a versão em inglês de “Garota de Ipanema”, que se tornou um sucesso mundial e lhe rendeu um Grammy. Astrud seguiu sua carreira solo, gravando 18 álbuns, com canções em português, inglês, espanhol, francês, italiano e alemão. Astrud Gilberto morreu em 5 de junho de 2023, aos 83 anos, de causas naturais, em sua casa na Filadélfia.

  • Rita de Cássia: A compositora que embalou o forró moderno

Rita de Cássia, cujo nome completo era Rita de Cássia Oliveira de Almeida, foi uma cantora e compositora de forró, considerada uma das maiores do gênero. Nascida em Alto Santo, Ceará, em 1968, Rita começou a compor aos 12 anos, influenciada por sua mãe, que também era compositora. Rita teve suas músicas gravadas por bandas e artistas como Mastruz com Leite, Amelinha, Aviões do Forró e Frank Aguiar. Entre suas composições mais conhecidas, estão “Meu Vaqueiro, Meu Peão”, “Saga de um Vaqueiro” e “Jeito de Amar”. Rita também gravou 12 álbuns com seu irmão, Redondo, e a Banda Som do Norte, e mais recentemente seguia carreira solo. Rita de Cássia morreu em 3 de janeiro de 2023, aos 54 anos, em um hospital de Fortaleza, onde estava internada com fibrose pulmonar.

LEIA TAMBÉM:
Ranking elege cidades do Nordeste entre as que mais tem traições no Brasil
O que a desoneração da folha de pagamento muda na sua vida?
O que você não pode deixar de comer quando for ao Nordeste?

    • Txio Paulinho

O músico Paulo Souto, conhecido como Txio Paulinho, integrante da Banda DuSouto, faleceu aos 52 anos em Natal. Ele tem uma longa trajetória na cultura potiguar e passava por uma batalha contra um câncer.

Essas foram as cinco figuras da cultura nordestina que morreram em 2023 e que merecem ser lembradas e celebradas por suas contribuições para a arte e a sociedade.

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Hoje é o Dia Mundial do Skate: nomes, pistas e destaques do Nordeste

Na próxima sexta-feira, dia 21 de junho, será o Dia Mundial do Skate, e o Nordeste do Brasil, uma região conhecida por suas belas...