03 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioTurismoInvestimentos impulsionam o Turismo Náutico na região Nordeste

Investimentos impulsionam o Turismo Náutico na região Nordeste

Evento do Setor discute investimentos e o cenário baiano do setor

A maior baía navegável do mundo está recebendo mais um evento de destaque no cenário náutico. Termina hoje 1º de setembro, a segunda edição do Congresso Náutico da Bahia (CONAUTBA), um evento promovido pela Barco Show Eventos, conhecida por liderar iniciativas que impulsionam o setor no Norte-Nordeste do país. A localização escolhida para o evento é o Terminal Marítimo de Salvador, consolidando ainda mais sua importância.

O Conautba se consolida como um ponto de encontro para indivíduos interessados em explorar as tendências, trocar conhecimento e estabelecer conexões dentro do setor náutico.

Em resposta ao florescente cenário náutico no estado, a Bahia celebrou a inauguração da Base Náutica da Penha em Salvador ainda este ano. Essa base, sob a administração do Governo do Estado, é apenas um dos marcos de um ambicioso projeto que planeja a construção de três novas bases na região turística da Baía de Todos-os-Santos. Essas novas instalações têm a intenção de ampliar e fortalecer a cultura náutica na região e deixar o potencial turístico da Bahia no segmento preparado para o futuro.

- Continua depois da publicidade -

Com um influxo de investimentos recentes no setor de turismo e náutica na região Nordeste, notavelmente com R$ 370 milhões provenientes do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) destinados à Bahia, por meio do programa de fomento ao turismo (Prodetur) do Ministério do Turismo, o cenário náutico tem experimentado um vigoroso desenvolvimento no estado, atraindo uma crescente onda de navegadores.

Segundo a organização “O Congresso, nesta 2ª edição, se consolida como um ponto de encontro para indivíduos interessados em explorar as tendências, trocar conhecimento e estabelecer conexões dentro do setor náutico”, destaca Hugo Leonardo Assis, organizador deste e de outros eventos, como o Barco Show Bahia, que nasceu em Salvador, na Baía de Todos os Santos e já passou por Sergipe, Amazonas e, em breve, chegará ao Pernambuco. Confira quem passou por lá!

Esta edição do CONAUTBA, que conta com o patrocínio do Governo do Estado, através da Secretaria de Turismo (SETUR), tem a missão de promover e explorar o potencial náutico da Bahia, reunindo autoridades, entusiastas, profissionais e interessados na indústria marítima para uma experiência enriquecedora.

ARACAJU PARTICIPA DO EVENTO

Aracaju possui uma extensa faixa litoral de cerca de 35 quilômetros, que inclui 22 quilômetros de praias deslumbrantes, além dos rios Sergipe e Vaza Barris, que serpenteiam a capital como seus recursos fluviais principais. A cidade é reconhecida como um destino promissor no setor do turismo náutico, e, por essa razão, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal do Turismo (Setur), estará presente no 2º Congresso Náutico da Bahia 2023, um evento marcado para acontecer no Terminal Marítimo de Salvador, entre os dias 31 de agosto e 1º de setembro deste ano.

LEIA TAMBÉM:
Produção de Cacau no Sul da Bahia vira Turismo de Experiência no Nordeste
PARA APROVEITAR O NORDESTE: Azul terá novas rotas e rede de voos expandida saindo de Recife na alta temporada
Nordeste vai sediar reunião internacional inédita das 20 maiores economias do mundo
EMPREGOS À VISTA! Alvoar Lácteos investe em fábricas e novos centros de distribuição no Nordeste

PROGRAMÇÃO DESSA SEXTA-FEIRA:

09:00 às 10:00Palestra: Além das Águas: Navegando Pelos Desafios do Empreendedorismo Náutico – HUGO LEONARDO (Empresário, CEO da Barco Show Eventos)
10:15 às 11:15A Confirmar
11:30 às 12:30Palestra: Direito e Sustentabilidade no Empreendedorismo Náutico: Desafios e Oportunidades – GEORGES HUMBERT
14:00 às 15:00Palestra: Mulheres da Náutica – CAROL COMPRE NÁUTICA, DANIELA ANTONNIAZI, TÁTA MOTT e LUCIANA BORGES
15:20 às 16:20Palestra: Economia do Mar – Uma Visão Global – EDUARDO ATHAYDE (Diretor da Rede WWI (Worldwatch) no Brasil – WWI)
16:40 às 17:40Palestra: Passagem Noroeste 2022 – ALEIXO BELOV (Velejador, escritor e empresário do Setor Naval com a Belov Engenharia)
17:40 às 19:00Encerramento

 

SAIBA MAIS SOBRE O O EVENTO AQUI

Brasil: um paraíso com grande potencial do turismo náutico

O Brasil, com seus 8,5 mil quilômetros de litoral, 35 mil quilômetros de rios navegáveis e inúmeras lagoas e lagos, é um país que não precisa de muita apresentação quando se trata de belezas naturais. No entanto, apesar de sua abundante riqueza aquática, o potencial do turismo náutico no Brasil ainda não foi completamente explorado. Atualmente, a contribuição desse setor para o PIB brasileiro é modesta, representando apenas 0,02%. No entanto, a boa notícia é que as oportunidades de crescimento são vastas, tão vastas quanto o território brasileiro.

Além disso, o turismo náutico desempenha um papel crucial no desenvolvimento das economias regionais e oferece excelentes oportunidades de negócios, especialmente para micro e pequenas empresas. Há uma ampla gama de possibilidades, uma alta demanda e uma variedade de formatos a serem explorados. Com tantas praias, rios, lagos e lagoas em nosso país, a exploração desse setor pode impulsionar o desenvolvimento de regiões inteiras.

O turismo náutico abrange uma variedade de atividades relacionadas à navegação e aos esportes aquáticos, seja em água doce ou salgada. Isso inclui viagens recreativas, passeios turísticos, esportes náuticos de todos os tipos e para todas as idades. O simples ato de viajar de barco já é considerado turismo náutico. As oportunidades abrangem desde o turismo em rios e represas até o turismo em lagos e no oceano, com foco no sol e na praia, bem como no crescente turismo de pesca.

O setor compreende atividades como cruzeiros, passeios turísticos, esportes aquáticos como surfe, kitesurfe, stand-up paddle e windsurfe, mergulho, pesca esportiva e pesca submarina, entre outros. Uma modalidade em destaque é o turismo de recreio e esporte náutico, geralmente realizado em embarcações de pequeno e médio porte. Dependendo da autonomia de cada embarcação, que determina a distância que pode ser percorrida com o combustível a bordo, esses passeios podem ser regionais, nacionais ou até mesmo internacionais. Por exemplo, as lanchas são mais utilizadas para o turismo regional devido à sua autonomia limitada, enquanto iates com maior autonomia permitem passeios mais longos, ao longo da costa e até mesmo travessias oceânicas emocionantes.

Redação

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Capital no Nordeste lança plano para ter 700 km de ciclovias

Uma capital no Nordeste deu um grande passo em direção a uma mobilidade mais sustentável e inclusiva. Isso porque o prefeito de Salvador, Bruno...