05 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioEntretenimentoSalvador projeta carnaval com 50 mil empregos e R$ 1,5 bi

Salvador projeta carnaval com 50 mil empregos e R$ 1,5 bi

O Carnaval de Salvador é uma das maiores e mais famosas festas populares do mundo, que atrai milhões de turistas e movimenta bilhões de reais na economia da cidade. Mas como será o Carnaval de 2024 na capital baiana? Essa foi uma das questões abordadas pelo prefeito Bruno Reis (União Brasil) durante a cerimônia oficial de abertura da segunda edição da Expo Carnaval Brazil 2023, nesta sexta-feira, 24, no Centro de Convenções de Salvador. Ele projeta gera com a festa 50 mil emprego e R$ 1,5 bilhão.

A Expo Carnaval Brazil 2023 é um evento que reúne especialistas, empresários, artistas e representantes de diversos segmentos envolvidos na organização e na promoção da festa momesca, com o objetivo de debater os desafios e as oportunidades para o setor. O evento conta com palestras, workshops, rodadas de negócios, exposições e shows, e segue até o domingo, 26.

- Continua depois da publicidade -

Em seu discurso, o prefeito Bruno Reis relembrou sua recente viagem a São Paulo, onde apresentou Salvador ao trade turístico nacional e internacional, destacando não apenas os atrativos culturais, naturais e gastronômicos da cidade, mas também as potencialidades para o desenvolvimento de negócios e investimentos.

“Nós apresentamos em São Paulo Salvador como uma capital que vai muito mais além da festa de entretenimento, das belezas naturais, do rico patrimônio artístico e cultural, que vai além da nossa rica gastronomia. Apresentamos Salvador como uma capital de negócios, com uma série de oportunidades de investimentos que tem para atrair investidores, empresários que possam acreditar em nossa cidade, que possam estar aqui, instalar negócios, trazer negócios, empreender, e com isso diversificar ainda mais a nossa economia, gerar mais oportunidades em emprego e renda”, disse Bruno.

Carnaval de Salvador vai movimentar R$ 1,5 bilhão

O prefeito destacou ainda a importância do Carnaval para a projeção de Salvador no Brasil e no mundo, ressaltando o impacto econômico e social da festa, que gera mais de 50 mil empregos e movimenta cerca de R$ 1,5 bilhão na cidade.

“[…] Em especial para a nossa cidade, que realiza a maior festa de rua do mundo, do planeta, que tem importância grande, nem mesmo para a economia da nossa cidade. São gerados durante o ano e durante o período do Carnaval mais de 50 mil empregos. Esse evento consegue impactar na nossa economia algo em torno de R$ 1,5 bilhão. E tem a capacidade de projetar Salvador no Brasil e no mundo”, pontuou Bruno. Ele ainda destaca a exposição da capital baiana com a festa.

LEIA TAMBÉM:
Ranking elege cidades do Nordeste entre as que mais tem traições no Brasil
O que a desoneração da folha de pagamento muda na sua vida?
O que você não pode deixar de comer quando for ao Nordeste?

 

“Quando a gente soma a exposição que há da nossa cidade, todas as emissoras de TV, jornais, sites, toda a imprensa, não há recursos públicos que fossem suficientes para custear uma promoção espontânea tão grande quanto essa. E sem sombra de dúvidas, este grande evento ajuda a Salvador a se consolidar como o principal destino turístico do Brasil. Então, hoje é a segunda edição da Expo Carnaval. A primeira foi um sucesso, tenho certeza que essa será a melhor ainda. Estamos trazendo especialistas do tema para discutir, debater. Ano passado já fizemos o melhor Carnaval de todos os tempos. Se preparem, porque ano que vem terão mais novidades. Vamos ter a capacidade de trazer mais inovações e vamos realizar o maior e melhor Carnaval de toda a história”, disse.

Bruno Reis, prefeito de Salvador

Salvador não terá mudança no circuito do carnaval

Bruno também voltou a falar sobre a possibilidade de mudança no circuito da festa, da Barra/Ondina para a orla da Boca do Rio. Segundo o prefeito, após consulta com agentes envolvidos na organização da festa, ficou claro que “não há possibilidade de mudança”.

LEIA TAMBÉM:
Cinco destinos ‘fora da curva’ para curtir o carnaval no Nordeste
Lampião: Herói ou bandido? Novas teorias reacendem discussão

“Não, não, esse tema foi amplamente debatido ano passado. Foi uma provocação que ocorreu a partir do Concar, do Conselho do Carnaval, a sugestão. Depois de ouvir todas as partes. Porque a prefeitura é a principal promotora, organizadora do Carnaval. Contudo, não é só a prefeitura que realiza o Carnaval, é o trade do carnaval como todo. E passa desde os blocos afros, toda a tradição, o Carnaval cultural que nós temos. Tem também o carnaval do entretenimento, dos artistas que têm opinião de peso. E depois de ouvir todos, tomamos a decisão de sepultar este assunto. Então, a priori, este assunto nem sequer está se discutindo. Nem sequer cogito a possibilidade de ele ser reavaliado”, completou.

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Viva Usina tem música, literatura e cultura popular neste final de semana

O Viva Usina traz, neste final de semana, um recorte diversificado de multicultural da produção artística da Paraíba. Música, literatura e cultural popular unem...