09 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioEconomiaVendas no varejo aumentam 3,3%, revela IBGE

Vendas no varejo aumentam 3,3%, revela IBGE

O comércio varejista brasileiro registrou um aumento de 3,3% no volume de vendas em setembro deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse resultado mostra uma recuperação do setor, que havia apresentado uma variação negativa de 0,1% em agosto.

Na comparação com o mês anterior, o volume de vendas também cresceu, mas de forma mais modesta: 0,6%. Com isso, o varejo acumula uma alta de 1,8% no ano e de 1,7% nos últimos 12 meses. A receita nominal do setor acompanhou o desempenho positivo, com aumentos de 1% em relação a agosto, 5,4% em relação a setembro de 2022, 4,3% no ano e 6% em 12 meses.

- Continua depois da publicidade -

O crescimento do varejo em setembro foi puxado por apenas três das oito atividades pesquisadas pelo IBGE: móveis e eletrodomésticos (2,1%), hiper, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (1,6%), e artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, e de perfumaria (0,4%). Esses segmentos foram beneficiados pela melhora da renda das famílias, pelo aumento do crédito e pela redução da taxa de juros.

Varejo ampliado

Já o varejo ampliado, que inclui também os segmentos de materiais de construção e venda de veículos e peças, teve um desempenho mais fraco, com um crescimento de apenas 0,2% em relação a agosto. Isso se deve às quedas de 0,9% nos veículos, motos, partes e peças, e 2% nos materiais de construção, que refletem a baixa demanda por bens duráveis e a retração do setor de construção civil.

No entanto, na comparação com setembro do ano passado, o varejo ampliado teve uma alta de 2,9%, impulsionada pela base de comparação mais baixa, já que em 2022 o setor foi fortemente afetado pela pandemia de Covid-19. No acumulado do ano, o varejo ampliado cresceu 2,4%, e nos últimos 12 meses, 1,6%. A receita nominal do segmento também teve variações positivas: 0,5% em relação a agosto, 4,9% em relação a setembro de 2022, 5,7% no ano e 6,5% em 12 meses.

Os dados da PMC mostram que o comércio varejista brasileiro está em um processo de recuperação gradual, mas ainda enfrenta desafios, como a inflação, o desemprego, a instabilidade política e a crise hídrica. Para os próximos meses, espera-se que o setor seja influenciado pelas datas comemorativas, como o Natal e a Black Friday, que podem estimular o consumo e o aumento das vendas.

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

CRB x Fortaleza: onde assistir a final da Copa do Nordeste

O grande dia chegou! Neste domingo (9), CRB e Fortaleza se enfrentam no estádio Rei Pelé para decidir quem levará a taça da Copa...