19 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioAcontece no NordesteAluna nordestina é aprovada na melhor universidade do mundo

Aluna nordestina é aprovada na melhor universidade do mundo

Endy Lumy Okamura Miyashita, uma jovem de 18 anos, acaba de conquistar um feito notável: ser aprovada no prestigiado Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos.

A estudante, que reside no Ceará há cinco anos, é multimedalhista em diversas olimpíadas acadêmicas, destacando-se em áreas como matemática, astronomia e computação. Dessa forma, ela terá o privilégio de estudar na universidade que recebe nada singelo apelido de melhor do mundo.

- Continua depois da publicidade -

Trajetória de Excelência

Endy, que estava cursando Ciência da Computação na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), recebeu a notícia de sua aprovação no MIT enquanto estava com amigos de olimpíadas. “Eu fiquei muito feliz com a notícia, mas a ficha demorou a cair”, revelou em entrevista ao Diário do Nordeste. Agora, ela se prepara para iniciar os estudos no MIT em agosto e está cuidando dos documentos necessários para o visto estudantil.

A escolha pelo MIT, considerado a melhor universidade do mundo pelo QS World University Ranking, se deu pelo alto nível de excelência acadêmica e pesquisa. “Estou com um pouco de medo, pois acredito que será desafiador, mas prefiro que seja assim, porque aprenderei muito mais”, disse Endy, demonstrando uma mistura de ansiedade e entusiasmo.

Conquistas e Dedicação

Endy não chegou até aqui sem muito esforço e dedicação. Desde muito jovem, ela se destacou em competições científicas, conquistando medalhas de ouro, prata e bronze. Ganhou sua primeira bolsa de estudos aos 13 anos, quando chegou para estudar em Fortaleza.

Durante o último ano do ensino médio, Endy tentou vagas em outras universidades renomadas, como Columbia e Wisconsin, sendo aprovada também nesta última, além do MIT. No entanto, foi a excelência do MIT que a fez optar por essa instituição.

Projetos e Atividades Extracurriculares

Além de seu desempenho acadêmico, Endy se envolveu em diversos projetos que contribuíram para sua aprovação. Ela participou do Núcleo Olímpico de Incentivo ao Conhecimento (Noic), onde, em 2021, ingressou na área de mídias e, posteriormente, se tornou diretora. O Noic produz material gratuito para estudantes se prepararem para olimpíadas científicas. “O Noic é feito por estudantes, para estudantes”, afirmou Endy, destacando a importância do projeto.

LEIA TAMBÉM:
McDonald’s tem vagas de emprego em diversas cidades do Nordeste
Estado do Nordeste compra blindados dos Emirados Árabes para combater o crime
Exército fecha o cerco e fiscaliza comércio de armas no Nordeste

Outro projeto relevante em sua trajetória foi o “Projeto Sem Parar”, uma iniciativa voltada para mulheres que se preparam para olimpíadas científicas. “É incrível dividir conhecimento com outras meninas que amam ciência tanto quanto eu”, compartilhou Endy.

A conquista de Endy mostra que com dedicação e empenho, os sonhos viram realidade. E que todo dia é uma oportunidade diferente de iniciar o rumo de sua conquista. Deste modo, não importa quando tempo leve, tornar os sonhos realidades é evoluir rumo ao conhecimento.

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Projeto vai preservar manuscritos de José Américo de Almeida

Documentos manuscritos do renomado escritor e ex-ministro José Américo de Almeida estão sendo digitalizados por uma equipe de pesquisadores da Fundação Casa de José...