23 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioPolíticaEstado do Nordeste inaugura usina de autoprodução de energia

Estado do Nordeste inaugura usina de autoprodução de energia

A governadora Raquel Lyra inaugurou, nesta terça-feira (6), em Flores, no Sertão do Pajeú, a primeira fase de uma usina de autoprodução de energia elétrica destinada a abastecer unidades da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Com a implementação do parque solar, 86 das unidades consumidoras da empresa passarão a operar na distribuição de água e no tratamento de esgoto utilizando energia limpa. O projeto recebeu investimentos de R$ 26 milhões, projetando uma economia de aproximadamente R$ 2 milhões por ano na fatura de energia da estatal. Esta iniciativa pioneira no Brasil é resultado de uma Parceria Público-Privada (PPP) entre a Compesa e o Consórcio Pernambuco Energia.

Fotos: Miva Filho/Secom

“A Compesa inova no Brasil como a primeira empresa de saneamento do país a fazer uma Parceria Público Privada para garantir autogeração de energia, barateando os custos da companhia com uma grande usina de energia solar instalada aqui na cidade de Flores. Esta é só a primeira etapa, e estamos caminhando também para trabalhar com a energia mais limpa e sustentável, com diminuição dos custos, gerando mais eficiência na operação da companhia que precisa entregar água na torneira da casa da população”, enfatizou a governadora Raquel Lyra.

- Continua depois da publicidade -

A primeira fase da usina solar de Flores possui uma capacidade de 7MW, a partir da instalação de 10 mil placas fotovoltaicas para geração de energia. Esse montante é suficiente para alimentar 11 mil residências de médio porte. A Compesa, como a maior consumidora de energia elétrica de Pernambuco, tem centenas de unidades distribuídas por todo o estado. O Consórcio Pernambuco Energia, formado pelas empresas Kroma Energia e Elétron Energy, viabilizou o projeto.

“Este é um processo muito importante do ponto de vista de autossuficiência da empresa, visto que a energia é o segundo maior fator de gasto da Compesa. Esse processo vai ser expandido gradualmente, permitindo que possamos desonerar bastante o consumo de energia no sistema”, comentou o secretário de Recursos Hídricos e Saneamento, Almir Cirilo. “Hoje, aqui, a Compesa está garantindo o seu custo de capital mais baixo, a sua sustentabilidade”, acrescentou a secretária de Meio Ambiente, Sustentabilidade e Fernando de Noronha, Ana Luiza Ferreira.

“Para garantir que toda essa energia seja limpa e renovável, a meta da Compesa em 2024 é alcançar a marca de 70% da energia usada sendo produzida por fontes renováveis. A gente vai gastar menos com energia e vai gastar na linha da sustentabilidade. Esse é um compromisso da Compesa. Essa é uma parceria inédita, que coloca a gente no rumo desse tema tão importante, que é a sustentabilidade”, disse o presidente da Compesa, Alex Campos.

LEIA TAMBÉM:
Carnaval de São Paulo tem o Nordeste no tema; saiba mais
Estado do Nordeste dispara exportação de frutas em quase 40%
Por que Fevereiro é a cara do Nordeste?
Nordeste tem 2 cidades entre as mais acolhedoras do Brasil

Fotos: Miva Filho/Secom

“Muito me orgulha poder participar desse grande desenvolvimento fotovoltaico em Pernambuco, com o legado que vai ficar para a sustentabilidade”, ressaltou o prefeito de Flores, Marconi Santana. “O solo do Sertão está contribuindo com a modernização da Compesa e o sol dessa terra vai conseguir baixar a conta de energia”, afirmou o deputado estadual Joaquim Lira.

A segunda etapa da PPP abrange as duas usinas solares restantes do município de Flores, com capacidade de 60 MW, com previsão de entrega para o final do próximo ano. As duas usinas contemplarão a instalação de 90 mil placas. Uma terceira etapa da PPP inclui a construção de três usinas solares no município de Garanhuns, no Agreste, com capacidade de 68 MW de potência instalada. Serão construídas usinas com mais de 100 mil placas solares instaladas para geração de energia solar.

LEIA TAMBÉM:
Maior Carnaval do interior do Nordeste terá atrações de peso
Privatização dos Espigões da Orla de Fortaleza promete impulsionar o Turismo
Porto do Itaqui no Maranhão vira hub logístico

A autoprodução de energia é uma solução encontrada por grandes empresas no País como uma alternativa para reduzir custos e assegurar o acesso à energia renovável, com foco na descarbonização. A ação é obtida por meio de Ambiente de Contratação Livre (ACL), regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Participaram do evento o deputado estadual Kaio Maniçoba, além dos prefeitos Márcia Conrado (Serra Talhada), Marconi Santana (Flores), Sandrinho Palmeira (Afogados da Ingazeira), Zeinha Torres (Iguaracy), Manuca Zé do Povo (Custódia), Luciano Torres (Ingazeira), Zé Pretinho (Quixaba), Djalma da Padaria (Solidão) e Sávio Torres (Tuparetama).

 

REDAÇÃO com Assessoria

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

CCJ do Senado aprova projeto de lei que libera cassino e bingo no país

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (19), por 14 votos a 12, o relatório sobre um projeto de...