03 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioEconomiaEstado do Nordeste vai passar a transformar vinhaça em combustível

Estado do Nordeste vai passar a transformar vinhaça em combustível

A Cooperativa Pindorama, localizada em Coruripe, Alagoas, vai receber um investimento de R$ 65 milhões com a construção da fábrica da ZEG Biogás. A unidade será construída em uma área de aproximadamente 5 hectares, concedidos pela cooperativa.

Segundo o presidente da Pindorama, Klécio Santos, a expectativa é que a unidade inicie sua operação em 2025 e produza anualmente 6 milhões de metros cúbicos de biogás e biometano.

- Continua depois da publicidade -
ZEG Biogás será responsável por comercializar com exclusividade todo o biometano produzido pela planta em Coruripe foto divulgação
ZEG Biogás será responsável por comercializar com exclusividade todo o biometano produzido pela planta em Coruripe foto divulgação

Operação de iniciar até 2025 com meta de produção de 6 milhões de metros³/ano

A expectativa da Cooperativa Pindorama é que a produção anual corresponda ao volume de 30 mil litros de óleo diesel produzidos todos os dias no período de um ano. Com esse volume, estima-se que serão evitadas a emissão de 20 mil toneladas de gás carbônico na atmosfera anualmente com a substituição da matriz fóssil pela renovável.

“Seremos protagonistas de mais um projeto inovador aqui no Nordeste, que é a captação do biometano proveniente da nossa produção de vinhaça, um projeto muito interessante por vários aspectos, entre eles a questão ambiental, por ser uma energia renovável que substituirá a energia fóssil. Com isso a gente contribuirá em muito para o bem do planeta”, disse Klécio Santos.

Parceria importante para o Nordeste

Cooperativa Pindorama contará com um investimento da ordem de R$ 65 milhões da ZEG Biogás para nova planta Foto Divulgação
Cooperativa Pindorama contará com um investimento da ordem de R$ 65 milhões da ZEG Biogás para nova planta Foto Divulgação

Há alguns anos, teve início a colaboração entre a cooperativa alagoana e a empresa ZEG, por intermédio da Vibra Energia, principal acionista da empresa de biocombustíveis. Segundo Fernando Mayer, gerente comercial da ZEG Biogás, nos últimos meses, a empresa demonstrou habilidade técnica e flexibilidade comercial, o que solidificou ainda mais a perspectiva da parceria com a Pindorama.

A ZEG assumirá a responsabilidade por toda a solução tecnológica para a produção de biogás e a purificação do biocombustível, e poderá também se tornar um potencial investidor do projeto. Ademais, terá exclusividade na comercialização de todo o biometano gerado pela planta. Por sua vez, a Pindorama fornecerá os terrenos para as instalações físicas da unidade, além de prover a matéria-prima necessária para a produção de biogás, avaliando ainda a possibilidade de investimento no projeto.

LEIA TAMBÉM:
“Rei do Ovo” vai ampliar a produção no Rio Grande do Norte
Ranking elege os bairros mais valorizados do Nordeste
Nordeste ganhará 38 novos campi de institutos federais

Ao Movimento Econômico, Mayer explicou ainda que o projeto para a implantação da unidade está na fase final de discussão contratual, mas já houve um levantamento técnico mais detalhado no local, para ser iniciado o processo de licenciamento ambiental.

“Concluindo as negociações no primeiro trimestre, temos expectativa de ainda no primeiro semestre iniciar a mobilização. Esta será nossa primeira parceria no Nordeste, levaremos know-how e tecnologia para o empreendimento, que será a primeira de muitas outras oportunidades na região, que tem potencial para ser um hub de produção de energia sustentável”, avaliou. Por conta do potencial de expansão da produção limpa e sustentável de combustíveis no Nordeste, o gerente da ZEG avalia que há possibilidade de a produção ser ampliada com o tempo em Alagoas.

“O biometano substituirá combustíveis fósseis na região, onde podemos estimar redução de emissões por volta de 17 mil toneladas de CO₂ por ano. Além do aspecto ambiental do projeto, geraremos novos empregos localmente, o que movimentará a economia e contribuirá positivamente para o desenvolvimento regional”, disse.

LEIA TAMBÉM:
Ovo de Páscoa nordestino conquista a internet
Aeroporto Internacional de João Pessoa inaugura ampliação
Nordeste é destaque em ranking de capacidade financeira
Governo Federal vai ajudar oito cidades do Nordeste; entenda

Como é produzido o Biogás?

O biogás é produzido através de um processo chamado digestão anaeróbica, que ocorre na ausência de oxigênio. Esse processo se dá pela decomposição de matéria orgânica por microrganismos, como bactérias, em um ambiente fechado e sem a presença de ar.

Basicamente, a produção de biogás envolve os seguintes passos:

  1. Matéria-prima: Qualquer material orgânico pode ser usado na produção de biogás, como resíduos agrícolas (esterco animal, restos de culturas), resíduos de alimentos, lodo de esgoto, entre outros.
  2. Digestão Anaeróbica: A matéria orgânica é colocada em um ambiente fechado, conhecido como biodigestor. Nesse ambiente, as bactérias anaeróbicas decompõem a matéria orgânica em um processo de fermentação. Esse processo libera gases, principalmente metano (CH4) e dióxido de carbono (CO2), que compõem o biogás.
  3. Coleta e Armazenamento: O biogás produzido é coletado e armazenado em reservatórios adequados, como tanques de armazenamento.
  4. Utilização do Biogás: O biogás pode ser utilizado para diversas finalidades, como produção de energia elétrica e térmica, combustível veicular (após purificação para remover impurezas, como o dióxido de enxofre), aquecimento de água e calefação.
  5. Resíduos Digestados: Após a produção do biogás, o resíduo sólido resultante do processo, chamado de digestato, pode ser utilizado como fertilizante orgânico devido ao seu alto teor de nutrientes.

A produção de biogás é uma forma sustentável de aproveitar resíduos orgânicos, contribuindo para a geração de energia renovável e para a redução do impacto ambiental dos resíduos orgânicos.

REDAÇÃO com Movimento Economico

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Capital no Nordeste lança plano para ter 700 km de ciclovias

Uma capital no Nordeste deu um grande passo em direção a uma mobilidade mais sustentável e inclusiva. Isso porque o prefeito de Salvador, Bruno...