20 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioCotidianoGoverno vai impulsionar a educação científica nas escolas

Governo vai impulsionar a educação científica nas escolas

Em um esforço significativo para potencializar a educação científica e digital nas escolas brasileiras, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o Decreto nº 12.049, instituindo o programa “Mais Ciência na Escola”. A princípio, a iniciativa visa disseminar o conhecimento científico e a educação digital em todo o país. Desse modo, abordando desde o estímulo à curiosidade científica até a inclusão social e produtiva.

Diretrizes do Programa

O programa estabelece diretrizes claras para a educação básica, focando na valorização dos educadores, promoção da inclusão social, estímulo às carreiras científicas, e combate à discriminação. Entre os pontos principais estão:

- Continua depois da publicidade -
  • Educação Científica e Digital: Incentivo à curiosidade e ao desenvolvimento de talentos dos alunos.
  • Inclusão e Equidade: Promoção da acessibilidade e valorização dos saberes tradicionais.
  • Diversidade e Respeito: Combate ao racismo e todas as formas de discriminação.

Objetivos Ambiciosos

O “Mais Ciência na Escola” tem objetivos definidos que incluem:

  • Desenvolvimento de Competências: Abordagem STEAM (Ciências, Tecnologia, Engenharia, Artes e Matemática).
  • Inclusão Produtiva: Desenvolvimento de arranjos locais e inovação no ensino.
  • Qualificação de Professores: Intensificação da formação de professores para a educação científica e digital.

Ações Estruturantes

Ao mesmo tempo, o programa compreende diversas ações estruturantes, entre elas:

  • InovaLab: Implementação de laboratórios de ciência, criatividade e inovação em escolas públicas.
  • Comunidades de Educação Científica e Digital: Criação de comunidades de prática entre professores.
  • Clube de Ciência: Apoio a projetos de educação científica com bolsas de pesquisa e kits científicos.
  • Circuito Cientista na Escola: Visitas de cientistas a escolas para popularizar o conhecimento científico.
  • Ciência é Dez: Cursos de formação de professores na modalidade a distância.
  • Olimpíadas e Feiras Científicas: Estímulo à participação de estudantes em eventos científicos.
  • Universo Ciência e Tecnologia: Criação de materiais pedagógicos integrados à Base Nacional Comum Curricular.
  • Prêmio Professores Pop Ciência: Premiação de professores que se destacam em educação científica e digital.

Execução e Recursos

Para a execução do programa, serão promovidas chamadas públicas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação em parceria com o Ministério da Educação. Além disso, convênios e acordos poderão ser firmados entre órgãos públicos e privados. As ações do programa serão financiadas pelos recursos anuais consignados aos respectivos ministérios, além de contrapartidas de entidades privadas e organismos internacionais.

Impacto Esperado

Em suma, o “Mais Ciência na Escola” pretende transformar o ambiente educacional brasileiro. Dessa forma, vai promover uma cultura científica robusta e preparando os jovens para as demandas tecnológicas e científicas do futuro. Com essa iniciativa, o governo federal espera não apenas melhorar a qualidade do ensino, mas também fomentar a inovação e o desenvolvimento sustentável em todo o país.

Foto: Freepik

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Projeto vai preservar manuscritos de José Américo de Almeida

Documentos manuscritos do renomado escritor e ex-ministro José Américo de Almeida estão sendo digitalizados por uma equipe de pesquisadores da Fundação Casa de José...