16 / 04 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioPolíticaNordeste é destaque internacional no principal jornal de economia do mundo

Nordeste é destaque internacional no principal jornal de economia do mundo

O tradicional jornal britânico aponta a expansão da malha cicloviaria e a redução de acidentes fatais no trânsito como diferenciais da capital cearense

A qualificação da política cicloviaria de Fortaleza é destaque internacional, nesta quarta-feira (16/08), no Financal Times, tradicional jornal econômico do Reino Unido. Como frisou o prefeito José Sarto, a reportagem aponta que Fortaleza possui uma política viária bem-sucedida e que está no caminho para se tornar uma cidade mais sustentável e segura no trânsito.
A expansão de ciclovias e ciclofaixas está entre os pontos positivos levantados pelo periódico britânico. De acordo com dados da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), em menos de uma década, entre 2014 e 2022, Fortaleza mais que quintuplicou a malha cicloviaria, passando de 68 km para 425,3 km. Até 2024, a Prefeitura de Fortaleza projeta que a cidade chegue aos 500 km de vias exclusivas para bicicletas.

- Continua depois da publicidade -

A política de requalificação da malha cicloviaria inclui ainda investimentos da Bloomberg Philanthropies. Em junho deste ano, Fortaleza foi considerada um das cidades com políticas mais ambiciosas e inovadoras para melhorar a infraestrutura ciclistica. Por conta disso, foi a única cidade brasileira selecionada e a primeira colocada mundial para participar da Bloomberg Initiative for Cycling Infrastructure (BICI). Por meio do BICI, dez cidades receberão assistência técnica da Global Designing Cities Initiative e financiamento. A capital cearense contará com o investimento de 1 milhão de dólares que, para além da expansão das vias, será utilizado para desenvolver um política cicloviaria inovadora baseada em dados.

Outro destaque apontado pelo Financial Times é a redução do número de mortes no trânsito. Por oito anos consecutivos, Fortaleza reduziu o número de acidentes fatais, acumulado um decréscimo de 58% em todo o período.

Em 2022, a cidade também passou a contar com o Plano Municipal de Segurança no Trânsito, principal instrumento norteador da política de segurança viária. O plano, que institucionaliza uma série de estratégias bem sucedidas ao longo dos últimos anos, tornou Fortaleza a primeira capital do País a criar uma lei municipal sobre o tema.

A política tem como base a abordagem de Sistemas Seguros e Visão Zero, com a premissa que nenhuma morte ou lesão grave no trânsito é aceitável, apesar de reconhecer que erros humanos são inevitáveis, mas que sinistros podem ser menos severos a partir do planejamento urbano.

LEIA TAMBÉM:
Nordeste vai ganhar nove ferrovias com projeto de transportes eficientes
Ministro do Turismo conhece a imensidão dos Lençóis Maranhenses e anuncia programas e parcerias destinados ao setor
Paraíba tem a cidade mais segura do Norte/Nordeste

Outra iniciativa levantada pelo Financial Times é o projeto Re-ciclo, que fornece triciclos elétricos para catadores de lixo reciclável. A reportagem aponta que os novos veículos possuem maior capacidade de carga quando comparado às tradicionais carroças e que os participantes do projeto conseguiram aumentar sua renda média mensal em cerca de 40%.

O jornal comenta ainda que Fortaleza é um dos destaques da América Latina na promoção de política viária sustentável. Fortaleza está na vanguarda, pois além de fomentar a cultura do ciclismo, a expansão da malha cicloviaria é importante para tornar Fortaleza em uma cidade mais sustentável e com menos poluição atmosférica e sonora.

Infraestrutura Cicloviária de Fortaleza

A expansão da rede cicloviária em Fortaleza continua a todo vapor. Atualmente, a cidade conta com uma extensão de 424,6 km de ciclovias, ciclofaixas, ciclorrotas e espaços compartilhados para ciclistas, distribuídos de forma abrangente por todas as regiões da capital. Isso representa um aumento notável de 524% em relação a 2012, quando a malha exclusiva para esse meio de transporte tinha apenas 68 km. Com planos ambiciosos, a meta é alcançar a marca de 500 km até o final de 2024, promovendo assim uma mobilidade mais segura para os adeptos do ciclismo.

Segundo avaliações realizadas pelo Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP Brasil), Fortaleza lidera como a capital brasileira onde os cidadãos residem em maior proximidade da infraestrutura cicloviária. Notáveis 51% da população vive a menos de 300 metros de alguma ciclofaixa, ciclovia ou ciclorrota. Isso reafirma o compromisso da cidade em proporcionar acessibilidade e conveniência aos ciclistas, incentivando uma abordagem mais sustentável e saudável de deslocamento.

REDAÇÃO com Assessoria

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- PUBLICIDADE -

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Cinco praias do Nordeste para programar seu próximo feriado

Quando se fala em praias paradisíacas, o Nordeste é um destino que logo vem à mente. Com suas águas cristalinas, areias douradas e uma...