19 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioEntretenimentoProjeto vai preservar manuscritos de José Américo de Almeida

Projeto vai preservar manuscritos de José Américo de Almeida

Documentos manuscritos do renomado escritor e ex-ministro José Américo de Almeida estão sendo digitalizados por uma equipe de pesquisadores da Fundação Casa de José Américo (FCJA), em João Pessoa.

Este trabalho, parte do subprojeto “Manuscritos de José Américo de Almeida: identificação e descrição de documentos,” integra o projeto geral “Preservação da memória e difusão educativa, cultural e científica do acervo da Fundação Casa de José Américo.” A previsão é que esses documentos estarão disponíveis ao público a partir de março de 2025.

- Continua depois da publicidade -

Projeto e Objetivo

Coordenado pela professora Danielle Alves de Oliveira, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), o subprojeto visa identificar e descrever os manuscritos de José Américo de Almeida para construir um instrumento de pesquisa. “Os pesquisadores e interessados em desvendar detalhes dos escritos de José Américo de Almeida terão esse acesso”, afirma Danielle. O objetivo é ressignificar a memória deste ilustre político e escritor paraibano.

As atividades incluem a conservação e estabilização dos documentos, que são então identificados, digitalizados e descritos. Dada a dificuldade em decifrar a letra de José Américo, a equipe utiliza técnicas de paleografia para auxiliar na descrição. O passo seguinte será construir o instrumento de pesquisa que permitirá o acesso dos pesquisadores ao acervo.

Equipe Multidisciplinar

O trabalho, iniciado em novembro de 2023, conta com uma equipe coordenada por Danielle Oliveira e composta pelos pesquisadores Mozart Vergetti de Menezes (Curso de História da UFPB), Thiago Gomes Medeiros (História/SEE-PB), Larissa Alves de Souza (História/UFPB) e Rafael Barboza de Almeida (Curso de Computação da UFPB).

Inovação e Tecnologia

Além da digitalização dos documentos, a equipe está desenvolvendo uma inteligência artificial para ajudar na leitura dos manuscritos. “Vamos tirar os documentos que estavam silenciados nos armários e torná-los acessíveis aos pesquisadores”, explica Danielle. A inteligência artificial será um recurso valioso para os pesquisadores que necessitarem de uma leitura completa dos manuscritos.

Impacto e Disponibilidade

Com a finalização do subprojeto, o acervo estará acessível para pesquisadores internos e externos à FCJA. A riqueza das informações contidas nesses documentos promete fomentar novas pesquisas e projetos, oferecendo uma visão íntima e detalhada dos pensamentos e vida pessoal de José Américo. A equipe espera encontrar informações inéditas que irão enriquecer ainda mais a compreensão sobre o patrono da FCJA.

Evento de Apresentação

Após a conclusão do projeto em 2025, ocorrerá um evento para apresentar os resultados finais, incluindo um alfabeto guia com a letra de José Américo, um instrumento de pesquisa detalhado, e artigos sobre o trabalho desenvolvido. Este projeto é coordenado pela professora Lúcia de Fátima Guerra Ferreira e conta com o apoio da Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba (Fapesq/PB) e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação e Ensino Superior da Paraíba (Secties-PB).

Em suma, a digitalização dos manuscritos de José Américo de Almeida é de suma importância. Ao mesmo tempo simboliza um passo significativo para a preservação e disseminação do legado deste importante escritor e político. Ao mesmo tempo, vai permitir o acesso a esses documentos. Dessa forma, vai ressignificar sua memória. Mas também abrirá novas portas para a pesquisa e a compreensão da história e cultura paraibana. março de 2025!

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Explosão rara de estrela poderá ser vista no céu do Nordeste

Prepare-se para um espetáculo celeste inédito! A NASA confirmou que a explosão rara de uma estrela poderá ser vista a olho nu no Brasil. O...