23 / 06 / 2024

O Nordeste Está Aqui!

InícioPolíticaPernambuco faz parceria com Governo Federal e traça meta de 10.130 novas...

Pernambuco faz parceria com Governo Federal e traça meta de 10.130 novas moradias no estado

O Estado de Pernambuco continua a fortalecer suas iniciativas habitacionais, visando possibilitar que um número crescente de pernambucanos realize o sonho da casa própria. Na última quarta-feira (22), o governo federal anunciou a seleção do Minha Casa, Minha Vida FAR (MCMV-FAR), e o Estado contribuiu doando 19 terrenos para entidades aprovadas no programa federal, aumentando assim a oferta de unidades habitacionais. Com o suporte da administração estadual, o MCMV-FAR disponibilizará 10.130 novas moradias em Pernambuco.

No mês de junho deste ano, o governo federal propôs a construção de 6.325 moradias no Estado através do MCMV-FAR, conforme a portaria (MCID 727). O Governo de Pernambuco não ficou inerte e agiu, doando terrenos e economizando recursos que seriam destinados pela União para a aquisição de áreas de construção. Essa medida resultou em fundos adicionais para o investimento do MCMV-FAR em mais 3.805 unidades habitacionais.

- Continua depois da publicidade -

“A habitação é uma prioridade para nosso governo, e é com satisfação que apresentamos resultados tangíveis. Superamos a proposta inicial do governo federal, ultrapassando as dez mil moradias financiadas no Minha Casa Minha Vida FAR. Com a retomada e conclusão de obras inacabadas, aliadas ao programa premiado e pioneiro no Nordeste, o Entrada Garantida, o Morar Bem se consolida como uma verdadeira esperança para proporcionar dignidade a tantas famílias”, destaca a governadora Raquel Lyra.

Simone Nunes, secretária de Desenvolvimento Urbano e Habitação, ressalta que a parceria e o diálogo constantes com o governo federal são cruciais para realçar o enfoque na política habitacional de interesse social. “O Governo do Estado está fortemente em parceria com o governo federal, através do programa Morar Bem Pernambuco, colaborando com o MCMV. Nosso objetivo é intensificar as ações, atrair mais investimentos e permitir que o governo federal aplique o máximo de recursos possível em Pernambuco”, afirma.

Com o Morar Bem PE, o Governo do Estado está concentrando investimentos nas habitações de interesse social, buscando destinar 50 mil imóveis para a população com renda de até dois salários mínimos, sendo 40 mil unidades com títulos de regularização fundiária e 10 mil novas casas, além da retomada de obras paralisadas. Para 2024, estão previstos mais de R$ 330 milhões em retomada de obras, chamamentos e regularização fundiária.

LEIA TAMBÉM:
Cinco destinos ‘fora da curva’ para curtir o carnaval no Nordeste
Lampião: Herói ou bandido? Novas teorias reacendem discussão

Dentro do Morar Bem PE, destaca-se a modalidade Entrada Garantida, pela qual o Governo de Pernambuco oferece subsídios de até R$ 20 mil para famílias com renda de até dois salários mínimos, possibilitando a compra do primeiro imóvel. O Estado dispõe de um orçamento inicial de R$ 200 milhões para o Entrada Garantida, e os primeiros beneficiários já assinaram contratos com a Caixa Econômica Federal, estabelecendo-se em seus novos lares.

No decorrer deste ano, a gestão estadual proporcionou moradias próprias a aproximadamente 800 famílias e concedeu mais de 3.800 escrituras a famílias que anteriormente não tinham o título de propriedade de suas residências. Esse número representa o dobro das entregas realizadas nos últimos quatro anos. Além dos impactos sociais positivos, como a oferta de moradias dignas à população, as iniciativas do Governo do Estado na área habitacional também contribuem para a geração de emprego e renda por meio da contratação de mão de obra para a construção das novas residências.

LEIA TAMBÉM:
Cinco praias ‘desconhecidas’ do Nordeste para você se apaixonar
Cidade do Nordeste registra chuva de granizo; veja imagens
Google dará 10 mil bolsas de estudo a alunos do Nordeste

MCMV-FAR – O Minha Casa, Minha Vida FAR tem recursos do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR). Nessa modalidade, o governo federal recebe propostas de empresas da construção civil e entidades públicas (prefeituras e estados) para construção de habitacionais que serão financiados com recursos do FAR, que tem uma taxa de juros mais baixa. No MCMV-FAR, quem recebe Bolsa Família ou BPC não precisa pagar prestações de imóveis e poderá ter direito a uma casa de graça.

Foto: Miva Filho/ Secom

Siga-nos no Instagram @portalne9!
Participe do nosso grupo no Telegram!
Participe do nosso grupo no WhatsApp!

RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Mais Lidas

- PUBLICIDADE -

Concursos e Empregos

Do Nordeste pro Mundo: Festa Mormaço aterrissa em Portugal em edição especial

Carregado de referências brasileiras, o evento começou em Fortaleza como opção para a turma alternativaQuem mora fora do Brasil sabe bem o que significa...